quinta-feira, 27 de maio de 2010

TRANSCRIÇÃO DE PROGRAMA RACIONAL


TRANSCRIÇÃO DE PROGRAMA RACIONAL – LEVADO A EFEITO NA RÁDIO MORADA DO SOL. GLÂNDULA PINEAL

Você se conhece? Você sabe a função da glândula pineal, que todos temos no cérebro?
A origem e o desenvolvimento da glândula pineal e do sistema nervoso central acontecem na 3ª semana de vida intra-uterina, no período embrionário.
A pineal é um órgão do sistema nervoso central em forma cônica, com peso de aproximadamente 150 miligramas e um comprimento de seis a oito milímetros.
Localiza-se na porção posterior do diencéfalo e na porção anterior do mesencéfalo e relaciona-se com todos os órgãos do sistema nervoso por contigüidade e através de estímulo como liberação de energia.
A pineal é muito complexa. Os elementos presentes na constituição da pineal fazem com que os fisiologistas acreditem que este órgão interfira no mecanismo de defesa do ser humano.
A função da pineal preocupou desde remota antiguidade o médico grego Galeno que admitia a pineal como sendo uma glândula de secreção interna. A pineal tem a propriedade de inibir outras glândulas como a tiróide, paratireóide, supra-renais, hipófise e gônadas masculinas e femininas. Há 2.000 anos que a função da pineal tem se mostrado a mais controvertida para a ciência biológica e médica. A ação da pineal sobre o sexo se processa através de estímulos nervosos energéticos com núcleos cinzentos hipotalâmicos que são os estímulos que regulam os ovários através da hipófise. O sistema nervoso central coordena e regula as funções vitais do corpo animal em relação aos estímulos do meio exterior, estabelecendo-se o consenso de vida respondendo as exigências da própria vida.
E então, quem é a glândula pineal?
É a glândula superior do corpo humano; um divisor entre a experiência material e a sutileza energética, dessas duas, experiência ao nível sutil supra físico. É a glândula, a antena receptora da energia cósmica, alimentadora e liberadora dos estímulos energéticos recebidos pelos demais órgãos, estabelecendo-se a comunicação integral entre os tecidos e os órgãos de todo o organismo. A pineal e sua área anatômica é o elo de nutrição e de comunicação pela sua sensibilidade na coordenação e no comportamento das relações no mundo em que vivemos constituindo o centro da razão e o centro do raciocínio. Conforme disse Descartes, a glândula pineal é a antena mais fina e alta do sistema nervoso. A nossa central elétrica é a sede da alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...